Por motivos de configurações ou incompatibilidade técnica, este navegador não suporta criação de Cookies. Sem este recurso as funcionalidades Sociais e de Colaboração estarão indisponíveis. Para usufruir de todas as funcionalidades da Plataforma Cocriando atualize seu navegador ou faça download de um navegador diferente.

Perfil

Caio Matos

Gosto de sempre aprender coisas novas e ouvir novas ideias. Muito ansioso por contribuir com ideias e cocriar!

  • CIDADE Mauá
  • ESTADO SP
  • INSTITUIÇÃO Universidade Federal de São Paulo

Ideias

Viva Sua Beleza Viva

Vamos Bater um papo sobre beleza?

Convidamos a Vanessa Ferreira e a Larissa Rodrigues, duas representantes da nossa rede de cocriadores, pra conversarem ao vivo com o Caio, a Juliana e a Thais sobre tudo o que está rolando na Jornada de Cocriação Viva Sua Beleza Viva.

Nessa conversa, a Vanessa e a Larissa nos contaram um pouco sobre quais os temas mais importantes, na opinião delas, quando se pensa em beleza, o que elas fazem no dia a dia pra mostrar e realçar a própria beleza e como marcas como a Natura podem ajuda-las nisso.

E você? Também queremos te ouvir! Assista ao vídeo do Hangout, disponível aqui em cima, confira a opinião das meninas e conta pra gente nos comentários a opinião de vocês!

Viva Sua Beleza Viva

Beleza que surpreende

A Ju e a Thais querem saber mais!

JÁ VIVEU UMA EXPERIÊNCIA COM COSMÉTICO E/OU BELEZA INOVADORA QUE TE SURPREENDEU?

Assista ao vídeo e conta pra gente essa experiência aqui nos comentáarios!

Viva Sua Beleza Viva

Beleza no dia a dia

A Juliana e a Thais estão querendo saber mais, e trouxeram uma pergunta! Assista o vídeo e responda nos comentários:

COMO VOCÊ TRAZ MAIS A BELEZA VIVA NO SEU DIA A DIA? O QUE VOCÊ FAZ E EM QUAIS MOMENTOS?

Estamos esperando pra ouvir a sua opinião! =)

Viva Sua Beleza Viva

Que beleza é essa?

Trouxemos mais um vídeo, comenta aqui embaixo:

O QUE É BELEZA VIVA PRA VOCÊ? O QUE VOCÊ ACHOU DESSE VÍDEO?

Compartilhe a sua opinião com a gente! ;)

Viva Sua Beleza Viva

Viva sua Beleza Viva

Assista ao vídeo acima, e depois conta pra gente, aqui nos comentários:

O QUE VOCÊ ACHOU E SENTIU AO VER O VÍDEO, E O QUE VOCÊ ENTENDEU POR BELEZA VIVA?

Compartilhe a sua opinião com a gente! ;)

Viva Sua Beleza Viva

Questão de Opinião?

Acredito que todos somos belos de alguma maneira, e acho que a opinião sobre o que é belo muda muito de acordo com a cultura, e mesmo de pessoa pra pessoa. Quem nunca comentou com um amigo sobre aquela pessoa famosa que achava incrível, pra ouvir em retorno um "Ahm... não acho ela tudo isso..."

Pois bem, Esther Honig, uma fotógrafa norte-americana, resolveu testar isso, mas mais focada no conceito das diferentes culturas: ela enviou uma foto dela mesma, completamente sem retoques, seja de maquiagem ou photoshop, pra diversas pessoas em todo o mundo e pediu algo que parece bem simples: "Deixe-me bonita".

Os resultados variaram MUITO dependendo do lugar do mundo, como vocês podem ver no vídeo. E então, Beleza é só questão de opinião?? Sendo assim, o que vocês acham: como podemos incentivar que todas as pessoas se sintam belas, ajudando-as a reforçar suas melhores características?

E a pergunta bônus: Não temos Brasil no vídeo, qual das interpretações vocês acharam mais bonita, e porquê? =)

SOU        

E como conter o desperdício?

Analisando um pouco a questão do desperdício, vejo que vamos falar primariamente de duas causas principais e duas principais soluções, que seriam:

Causa 1: Materiais e recursos que são descartados após o uso em sua função principal (ex.: Embalagens)
Causa 2: Utilização de maior quantidade de recurso para um fim que o necessário, seguido pelo descarte do excedente

Solução 1: Reaproveitamento e Reciclagem de materiais e recursos;
Solução 2: Contenção da utilização desses recursos

Embora eu acredite que qualquer uma das soluções possa ser utilizada para cada uma das causas, aqui vou falar um pouco mais da causa 2, e da solução 2, como ilustrado pela imagem acima, de um restaurante no mato grosso, que cobra a mais caso o cliente não consuma toda a comida que colocar no prato.

A primeira questão que quero levantar é: O que nos leva ao excedente desnecessário, exemplificado nesse caso por pegar mais comida que conseguimos comer? Tendo a pensar que é uma questão bastante intrínseca a nossa cultura e comportamento, visto que está presente até mesmo em ditos populares famosos do tipo "É melhor sobrar do que faltar" ou "é melhor pecar pelo excesso". Sendo assim, como podemos mudar essa cultura?

E o outro ponto é: De que outras formas podemos frear esse excesso, que não sejam medidas punitivas como a exemplificada na imagem?

SOU        

Pisos de Caquinhos

Ainda hoje, é comum ver em casas mais antigas os pisos de cacos de cerâmica vermelha. Não sei se todos conhecem a história dessa decoração clássica de pisos em São Paulo (que vocês podem ver por completo no vídeo ou aqui: https://eleganciadascoisas.wordpress.com/2011/06/21/a-historia-do-piso-de-caquinhos-das-casas-paulistas-2/ ), mas ela surgiu de um aproveitamento muito criativo de descartes da fábrica de cerâmica!

Resumidamente, a historia é a seguinte: durante o processo de produção e transporte, era comum que as peças de cerâmica produzida se quebrassem ou trincassem, sendo que todo esse material danificado era descartado pela fábrica. Em certo momento, funcionarios da fábrica, que não podiam pagar pelas peças inteiras, solicitaram recolher as peças quebradas do descarte para aplica-las nas obras de suas casas. Em certo momento, essa aplicação se tornou um sucesso tão grande que os caquinhos passaram a ser vendidos pela fábrica, e no auge se esgotaram, levando a fábrica a quebrar voluntariamente as peças inteiras para vendê-las mais caro como caquinhos.

A história é muito interessante e inspiradora, mas as reflexões que quero levantar aqui para discutirmos e levarmos conosco para a próxima fase de ideaçao são:

- Como podemos utilizar de forma criativa outros materiais desperdiçados, tornando-os utilizáveis?

- Como tornar refugos e descartes atraentes o suficiente para que chamem a atenção e possam ser até mais valorizados que o produto integro?

SOU        

Os Vegetais Inglórios

No ano passado, a rede francesa de supermercados Intermarché criou uma campanha, "The Inglorious Vegetables", para chamar a atenção com relação ao desperdício de alimentos, jogados fora antes mesmo de chegarem ao ponto de venda por não se enquadrarem nos padrões estéticos esperados (ditadura da beleza para legumes??? hahaha)

Nessa ação, os vegetais "feios" ganhavam suas próprias gôndolas, eram classificados de forma diferente na nota e custavam 30% a menos. Nem é preciso dizer que a campanha foi um sucesso, e trouxe benefícios a todos os envolvidos: Os produtores lucraram com algo que seria descartado, o mercado observou um aumento na movimentação interna, os clientes economizaram e ainda por cima um assunto tão importante como esse foi trazido a tona e gerou discussão relevante na sociedade local e em redes sociais!

Vocês podem ver mais sobre a campanha no vídeo acima, mas eu convido também a uma reflexão: Quanta comida será que estamos desperdiçando por alguma característica estética que compromete pouco ou nada a qualidade do produto?

Bem-Estar

Uma Roupagem Adulta pra Atividades Infantis!

Estava lendo sobre essa "febre" causada pelo livro "O Jardim Secreto", que nada mais é que um livro de colorir para adultos. E isso me deu um insight com relação a esse desafio, pelo brilhantismo desse produto: Colorir era uma atividade prazerosa e relaxante quando éramos crianças, e abandonada quando nos tornamos adultos; Ora, os livros de colorir jamais deixaram de existir, continuam disponíveis nas bancas de jornal, apenas deixamos de consumi-los por não considerar a atividade adequada a nossa idade, o que na verdade é uma grande bobagem. O autor desse livro, percebendo essa oportunidade, fez um pequeno ajuste de público alvo, ao substituir as figuras infantis por algo considerado mais adulto e ai está: Um sucesso!!

E isso me fez pensar se esse não pode ser o caso aqui: Que tipos de atividades de bem-estar diretamente relacionadas a crianças podemos adaptar à nossa "condição" atual de adultos? Consigo pensar em algumas coisas mais genéricas, como incorporar uma soneca depois do almoço ou brincadeiras de rua, que creio que para muitos já foi substituída por algum tipo de esporte. Mas preciso de ajuda pra incrementar minha (agora nossa!) ideia: Que tipos de atividades mais (se alguém conseguir pensar em uma relacionada a cosméticos, melhor ainda!) poderíamos adaptar de nossa infância para uma coisa mais adulta?

(obs.: Quem tiver uma ideia bem definida, fiquem a vontade para criar uma ideia nova utilizando o botão "Construir a partir disso" aqui em cima! ;D )

Bem-estar: Pré-Estréia

Ja, das kann ich!!

Há exatamente 5 anos, passei uma experiência bastante enriquecedora, e que me deu uma grande sensação de bem-estar e empoderamento.

Começou na verdade alguns meses antes, quando descobri um edital do DAAD para bolsas de estudo para um curso de dois meses de língua e cultura alemã em cinco cidades da Alemanha. Eu estudava alemão há dois anos, e vi essa como uma grande oportunidade de melhorar o meu conhecimento, além de realizar o sonho de viajar ao exterior e conhecer a Europa.

Não era tão fácil, no entanto: eram poucas vagas, muitos concorrentes, uma série de pré-requisitos, mas enfim deu certo!

A experiência me trouxe muito mais do que eu poderia esperar! A sensação de estar sozinho, em um lugar onde não se conhece nada nem ninguém, com uma língua conhecida porém não dominada e ainda assim conseguir passar por todas essas dificuldades e transformar em uma das melhores épocas da vida foi bastante empoderadora!

Além de melhorar meu conhecimento no idioma, meus horizontes se expandiram para absorver mais sobre a cultura local, conhecer muitas pessoas diferentes, de vários lugares diferentes do mundo, muitas que se tornaram amigas.



Acho que nada nos faz sentir tão empoderados quanto conhecer nossas capacidades mesmo em dificuldades, além de ter o conhecimento expandido com relação a diferentes culturas.

Bem-estar: Pré-Estréia

O que você aprendeu hoje?

Me identifiquei muito com o que a Gabi compartilhou:

"Aprendizado diário me desperta bem estar, motivação, alegria de seguir em frente e fazer prospecções para o futuro."

Aprender coisas novas também me faz muito bem,, com uma sensação de empoderamento e satisfação. Mesmo que seja uma curiosidade inútil, conhecer uma pessoa diferente ou um lugar novo, e porque não (ou talvez, principalmente), algum conhecimento científico e/ou técnico.

E aproveitando esse pensamento em comum, gostaria de trazer mais uma provocação pra vocês: O que vocês aprenderam hoje??

Bem-estar: Pré-Estréia

Bem-estar é viajar! (será?)

Viagens sempre são lembradas quando somos perguntados sobre experiências de bem-estar e eventos inesquecíveis. Talvez por estarem relacionadas com o novo, o desconhecido, ou o não-usual. Mas será isso uma questão de perspectiva? Será que não podemos encontrar o novo ao olhar com mais atenção as proximidades de onde moramos? O video a seguir traz uma reflexão a esse respeito:



Depois de ver video, gostaria de convidá-los a responder: Que lugares interessantes existem na sua cidade e que coisas novas e/ou diferentes você descobriu sobre ela nos últimos meses?